Uma das maiores dúvidas de quem está passando por um momento de reposicionamento profissional consiste em saber qual o espaço a ocupar. Esse questionamento é algo comum até mesmo quando os negócios avançam bem mas ainda não existe aquele sentimento de realização.

Eu vou levar você, através dessa leitura rápida, a refletir um pouco sobre esse tema.

Qual é o meu lugar?

Todos olham o significado de “nicho” como sendo um sinônimo para “lugar”. Quando pensamos então em nicho de mercado, sempre temos em mente esse sentido de lugar ocupado no mercado.

O seu nicho de mercado é a posição do mercado que você e o seu negócio ocupam. Isso não tem a ver apenas com o ramo no qual as suas atividades se concentram. O seu nicho de mercado diz respeito também à posição que você ocupa com relação aos seus concorrentes, ao papel que você desempenha localmente naquela comunidade e até ao contexto no qual a sua empresa se insere na história.

Essa interpretação está correta do ponto de vista organizacional. Partindo da teoria de Administração de Empresas, temos alguns pontos que podemos tomar como norte para encontrar bons nichos de mercado:

Quais recursos você poderá explorar: toda atividade que desenvolvemos no mercado deve atender à necessidade de alguém ou ela é inútil. Todos concordamos com isso. Mas você deve avaliar quais recursos você conseguirá explorar em troca da sua atividade. Nem sempre o retorno financeiro pode ser o único bem a extrair de um nicho. A reafirmação social ou proteger sua empresa da concorrência podem ser recompensas valiosas pela ocupação de um dado nicho.

Conheça o chão onde pisa: muitas pessoas consideram que só podem ocupar nichos de mercado que já conheçam bem ou quando já possuem experiência na área. Eu não penso muito assim… Mas acredito que, se você pensa ter encontrado um bom nicho, busque conhecimento nessa área, sendo sua especialidade ou não. O importante é reconhecer aquilo que você pode se tornar o melhor.

Identifique aqueles que já ocupam esse espaço: toda vez que você vai se mudar para uma casa nova, é sempre importante dar uma volta no quarteirão para reconhecer a vizinhança, certo? Aqui é a mesma coisa: analise aqueles que são os seus potenciais concorrentes. Isso te ajudará não somente a proteger o coração do seu negócio, mas também a construir parcerias benéficas para ambos os lados.

Diversificar é tudo: nesses novos tempos na Economia, as empresas buscam estender os seus braços para nichos de mercado cada vez mais distintos. Vale a pena reconhecer como a sua posição no mercado pode permitir que você não se limite a um único tipo de atividade, diminuindo o risco de ficar para trás devido à essa característica mais dinâmica do mercado atual.

Não basta conhecer o seu “lugar”

Tenho um certo problema com essa visão de nicho enquanto “lugar”. Essa é uma visão incompleta.

Em toda a minha experiência no reposicionamento de marcas e atendendo a tantos profissionais, percebo como muitos deles se sentem deslocados mesmo quando os seus negócios têm alicerces bem sólidos no mercado. Hoje, consigo entender como essa visão de nicho de mercado pode explicar essa frustração.

Lugar tem a ver com a posição que você ocupa. É uma palavra impessoal, algo que existe independentemente de você. Sempre quando eu penso em nicho de mercado como um lugar a ser ocupado, imagino o profissional como um nômade: um viajante à caça de um lugar que tenha bons recursos, no qual ele pode se estabelecer durante um tempo até encontrar algo melhor.

É a mesma visão que tantos empreendedores têm, como se o nicho de mercado já estivesse ali pronto a ser explorado. Percebo que essa visão seja um pouco simplista e pode barrar o sucesso profissional.

Se o nicho já estava pronto, qual foi o seu diferencial? Você teve algo a colaborar com o crescimento e estabelecimento desse nicho ou simplesmente foi sagaz o suficiente a ponto de reconhece-lo e explorá-lo? Será que o seu sucesso então só depende do fato de você ter sido o primeiro a chegar? Qualquer outro no seu lugar, com as mesmas oportunidades, estaria nas mesmas condições que você está – ou até melhores?

Esses questionamentos acabam minando o aspecto pessoal do sucesso profissional, que é o sentimento de realização, algo que está muito além de conhecer seu lugar ou de explorar bem os recursos disponíveis.

Mas ainda existe uma visão complementar que pode abrir (e muito) a sua cabeça a respeito desse tema.

Qual é o meu lugar ninho?

Existe um significado ainda mais profundo para “nicho”. Voltando lá na origem dessa palavra, “nicho” vem do latim nidus, que significa “ninho”.

E como o sentido de “ninho” pode complementar o sentido de “lugar”?

Enquanto “lugar” é algo impessoal, “ninho” é completamente pessoal. É algo visivelmente reconhecível: ninguém sabe ao certo o papel que o joão-de-barro exerce na cadeia alimentar de um certo ecossistema, mas todos reconhecem um ninho de joão-de-barro quando veem um. Esse significado de nicho não somente traz o sentimento pessoal de realização de volta como também o reafirma.

O seu nicho de mercado é o lar da sua atividade profissional. Você pode até mesmo considerar que seu um “lar temporário”, como um nicho que você ocupa apenas para se projetar ainda mais longe. Mas, ainda assim, é onde deve haver espaço para que você derrame toda a sua personalidade. Deve ser um ambiente familiar assim como a sua casa é.

Percebo que um nicho de mercado pode ser composto por três aspectos fundamentais:

1. Oportunidade: aqui é onde está o sentido de nicho enquanto “lugar”. É a posição do mercado que precisa ser ocupada para atender a uma demanda. É como se fosse o galho no qual um pássaro faz o seu ninho, que precisa protege-lo dos predadores (concorrência e outras forças exercidas pelo mercado) e que seja localizado em um lugar onde ele tenha todos os recursos para sobreviver (realizar as atividades que atendam às demandas de mercado).

2. Recursos: enquanto os recursos para ocupar um nicho de mercado podem ser obtidos de outras formas, um bom nicho é aquele que permite a obtenção dos recursos para a manutenção da atividade. Senão, o seu empreendimento não será autossustentável e poderá afetar outras atividades. Na nossa analogia com um ninho de pássaros, os recursos para fabricar um ninho são sempre encontrados ali nas redondezas, jamais muito longe.

3. Esforço e paciência: estes dois aspectos precisam sempre andar lado a lado. Assim como um ninho é construído palha por palha, o seu nicho de mercado é consolidado pouco a pouco através de cada uma das suas ações positivas (mesmo em momentos de fracasso). De todos os três, é este o aspecto que corresponde ao sentimento de realização.

Quando colocamos essa ideia em mente, fica claro que nossa postura ao encontrar um nicho deve ser ativa. Não se encontra um nicho por acaso, é preciso construir um.

Como aumentar o lucro do seu negócio e começar a crescer

O seu negócio, na verdade, qualquer negócio precisa de mais clientes chegando, aumentar o preço com maior frequência, ver seu valor de mercado crescendo, mas isso você já sabe…

O que você pode ainda não saber é?

Porque ao dominar apenas os conhecimentos específicos da sua área, mesmo aumentando o resultado dos seus clientes, você continua tentando e tentando sem chegar aonde deveria chegar?

Há mais de 10 anos atendendo empreendedores dos mais diversos tamanhos e mercados, eu entendi algo que você já vai notar…

Suas habilidades são reconhecidas na sua área, mas chega em um ponto do seu crescimento que elas são limitadas.

Pois bem, existe algo que impede empreendedores (e isso também aconteceu comigo) de conseguir os resultados que desejam.

A HABILIDADE de construir Negócios Lucrativos.

Saber unir o conhecimento específico da sua área e a habilidade de fazer pessoas quererem comprar cada vez mais.

Durante os últimos 6 anos trabalhei e refinei estratégias, modelos e práticas que transformam produtos e serviços em negócios realmente lucrativos.

E é isso que eu quero entregar a você.

Então, como vamos fazer isso?

Seja bem vindo ao Ponto da Virada!

Vou compartilhar com você estratégias avançadas que constroem negócios realmente lucrativos e sustentáveis.

Nos 6 módulos do Ponto da Virada vou te mostrar o passo a passo onde você vende mais, lucra mais e cresce mais.

 Vamos trabalhar fortemente:
– No seu posicionamento
– Na sua estratégias de Marketing
– Na jornada de compra do seu cliente 
– No planejamento do que fazer e como fazer

Chegou o momento de você implementar e faturar.

Chegou o momento de você ter um negócio realmente lucrativo e alinhado aos seus valores. Clique AQUI.

Quando você souber usar cada um destes pilares vai ter mais clientes, aumentar o seu lucro e começar a crescer. Comece AGORA.

Deixe seu comentário


INSCREVA-SE

Receba insights na sua caixa de e-mail e dar vida ao seu negócio.

Essência de Valor © Todos os Direitos Reservados - 2017

Top